terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Manha de Sabado com Festa das Crianças





Com muitas brincadeiras e alegria que na Manha de Sábado, dia 28, a Paroquia realizou a festa das Crianças na Comunidade de Nossa Senhora da Libertação, onde teve presente aproximadamente cinquenta Crianças. Os pequenos participaram de varias Brincadeiras e ganhando vários presentes. Ao final, as famílias das Crianças receberam Cestas Básicas


Veja as Fotos, em nossa Pagina do Face <=

sábado, 28 de dezembro de 2013

Horarios de Missa de Fim de Ano

 
 

Terça - Feira (31/12)
Nossa Sra. Perpetuo Socorro - 17:30
Divina Misericórdia - 17:30
Santa Luzia - 19:00
Menino Deus (Matriz) - 19:00
 
 
Quarta - Feira (01/01)
Santa Luzia - 17:00
Nossa Sra. Perpetuo Socorro - 17:30
Menino Deus - 19:00


 
Mais Informações na Secretaria: 085 3278-1263
Horário: 15 as 21 hs

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

OS ANJOS ANUNCIAM A CHEGADA DO MENINO DEUS


Na missa das 19 horas de ontem, dia 25, o padre Luís Gabriel, inaugurou dois painéis com um conjunto de  anjos entoando Aleluia, anunciando a chegada do Menino Jesus, num trabalho do artista Vanderlei.

A partir de agora, a Igreja Matriz (Menino Deus) da Paróquia São João Eudes, no bairro Luciano Cavalcante,
passa a ser não só um templo de oração e adoração ao Santíssimo Sacramento como também de visitação, devido a sua beleza artística interior: como o altar, o ambão, o Cristo Ressuscitado,  a Capela do Santíssimo e hoje os anjos anunciam, com suas cornetas, a chegada do Menino Deus.

 
 

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Natal do Senhor

Neste dia especial, em que toda a Igreja celebra o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, acompanhemos o testemunho da Palavra de Deus a respeito deste acontecimento que transformou a história da humanidade:
“…José subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida. Estando eles ali, completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria. Havia nos arredores uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite. Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor. O anjo disse-lhes: ‘Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor’.” (Lc 2,4-11)
Por isso hoje celebramos a eterna solidariedade do Pai das Misericórdias que, no seu plano de amor, quis o nascimento de Jesus, que é o verdadeiro Sol, a Luz do mundo. Este não é um dia de medo e nem de desespero, é dia de confiança e de esperança, pois Deus veio habitar no meio de nós, e assim encher-nos da certeza de que é possível um mundo novo. Solidário conosco, Ele nos quer solidários neste dia de Glória que refulge ao redor de cada um de nós!
Sendo assim, tudo neste dia só tem sentido se apontar para o grande aniversariante deste dia: o Menino Deus! Presépios, árvores, enfeites, banquetes e os presentes natalícios representam os presentes que os Reis Magos levaram até Jesus, mas não são estes símbolos a essência do Natal. O importante, o essencial, é que Cristo realmente nasça em nossos corações de uma maneira nova, renovadora, e que a partir daí, possamos sempre caminhar na sua luz solidária deste Deus Único e Verdadeiro, que nos quer também solidários uns com os outros!
Vivamos com muita alegria este dia solidário, que o Senhor fez para nós!
Um Santo Natal para você e para a sua família!


Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo Missa do Dia – Quarta-feira 25/12/13

Evangelho (Jo 1,1-18)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!
1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus.
2No princípio estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela, e sem ela nada se fez de tudo que foi feito.
4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la.
6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mais veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano.
10A Palavra estava no mundo — e o mundo foi feito por meio dela — mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram.
12Mas, a todos que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornarem filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue nem da vontade da carne nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo.
14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho unigênito, cheio de graça e de verdade.
15Dele, João dá testemunho, clamando: “Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim”.
16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo.
18A Deus ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo Missa da Noite de Natal – Terça-feira 24/12/13

Evangelho (Lc 2,1-14)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

1Aconteceu que, naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recenseamento de toda a terra.
2Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria. 3Todos iam registrar-se cada um na sua cidade natal.
4Por ser da família e descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galileia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judeia, 5para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
6Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, 7e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria.
8Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do seu rebanho.
9Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. 10O anjo, porém, disse aos pastores: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: 11Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor. 12Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura”.
13E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da coorte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: 14“Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.


segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Horários de Missas De Natal


Véspera de Natal (24) 

Nossa Sra. do Perpetuo Socorro - 17:30 hs 
Divina Misericórdia - 17:30 hs 
Menino Deus(Matriz) - 19:00 hs  
Santa Luzia - 19:00 hs 


Natal (25)

 Santa Luzia - 17:00 hs
Nossa Sra. do Perpetuo Socorro - 17:00 hs 
Menino Deus - 19:00 hs 


Mais Informações na Secretaria: 085 3278-1263
Horário: 15 as 21 hs  

CONFRATERNIZAÇÕES E CRISMA NA PARÓQUIA SÃO JOÃO EUDES



As pastorais e movimentos da Paróquia São João Eudes realizaram, no mês de dezembro confraternizações, na Igreja Matriz e na Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

 E também na Igreja Menino Deus, no bairro Luciano Cavalcante, mais de cem jovens foram crismados, numa celebração eucarística presidida por dom Rosalvo, bispo auxiliar de Fortaleza, com a participação do padre Luís Gabriel.  Foi uma festa muito bonita, com os fiéis católicos, especialmente os familiares dos crismandos, lotando as dependências da Igreja Matriz.

CONFRATERNIZAÇÃO DO MESC
CONFRATERNIZAÇÃO DAS PASTORAIS DA CAPELA NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO


domingo, 15 de dezembro de 2013

FESTA EM HONRA A SANTA LUZIA TERMINA COM MISSA CAMPAL




Os festejos em honra a Santa Luzia, na Paróquia São João Eudes, no bairro Luciano Cavalcante, ficaram encerrados com uma missa campal, concelebrada pelos padres Luís Gabriel (presidente), Washington e Juan Carlos e a participação de um número significativo de devotos e fiéis, que ocuparam a praça que circunda a Capela.
No final da celebração eucarística,  o padre Luís Gabriel aproveitou a oportunidade para agradecer a todos os que serviram na festa, como os ministros extraordinários da Sagrada Comunhão, Ministério de Música, bem como as pastorais e, logo em seguida, convidou a todos para permanecerem mais um pouco se confraternizando e se deliciando com música e comidas típicas, feitas com muito amor e carinho pelas servidoras da Paróquia. Pediu ainda que “devemos trabalhar muito mais, porque teremos pela frente a preparação do Centenário de criação da Capela de Santa Luzia”.





Fonte: http://blogdasagradafamilia.blogspot.com.br/2013/12/festa-em-honra-santa-luzia-termina-com.html

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Dia de Santa Luzia



Santa LuziaO nome de Santa Luzia deriva do latim e significa: Portadora da luz. Ela é invocada pelos fiéis como a protetora dos olhos, que são a "janela da alma", canal de luz.

Ela nasceu em Siracusa (Itália) no fim do śeculo III. Conta-se que pertencia a uma família italiana e rica, que lhe deu ótima formação cristã, a ponto de ter feito um voto de viver a virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe, chamada Eutícia, a queria casada com um jovem de distinta família, porém, pagão.

Ao pedir um tempo para o discernimento e tendo a mãe gravemente enferma, Santa Luzia inspiradamente propôs à mãe que fossem em romaria ao túmulo da mártir Santa Águeda, em Catânia, e que a cura da grave doença seria a confirmação do "não" para o casamento. Milagrosamente, foi o que ocorreu logo com a chegada das romeiras e, assim, Santa Luzia voltou para Siracusa com a certeza da vontade de Deus quanto à virgindade e quanto aos sofrimentos pelos quais passaria, assim como Santa Águeda.

Santa Luzia vendeu tudo, deu aos pobres, e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa. Não querendo oferecer sacrifício aos falsos deuses nem quebrar o seu santo voto, ela teve que enfrentar as autoridades perseguidoras. Quis o prefeito da cidade, Pascásio, levar à desonra a virgem cristã, mas não houve força humana que a pudesse arrastar. Firme como um monte de granito, várias juntas de bois não foram capazes de a levar (Santa Luzia é muitas vezes representada com os sobreditos bois). As chamas do fogo também se mostravam impotentes diante dela, até que por fim a espada acabou com vida tão preciosa. A decapitação de Santa Luzia se deu no ano de 303.

Conta-se que antes de sua morte teriam arrancado os seus olhos, fato ou não, Santa Luzia é reconhecida pela vida que levou Jesus - Luz do Mundo - até as últimas consequências, pois assim testemunhou diante dos acusadores: "Adoro a um só Deus verdadeiro, e a Ele prometi amor e fidelidade".


Santa Luzia, rogai por nós!




Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php?&dia=13&mes=12&ano=2012