segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Fotos do Jantar


Álbum do Facebook:

JANTAR EM PROL DA CASA DE FORMAÇÃO DOS EUDISTAS

Paroquianos de São João Eudes, localizado no bairro Luciano Cavalcante, a Congregação Jesus e Maria, conhecida como congregação dos padres “eudistas” e seus associados      promoveram, no Buffet Full Time, no bairro Edson Queiroz, um jantar em prol da Casa de Formação, que  , abriga seminaristas. 

O jantar-adesão contou com número significativo fiéis católicos,especialmente paroquianos e convidados, que lotaram as dependências do buffet .  
Na noite, foram leiloados dois quadros doados por artistas plásticos e um deles foi arrematado pelo Rivaldo e sua esposa. O Bruno fez a entrega do peça. 

SHOW
Antes do jantar os padres Amado, superior geral da congregação Jesus e Maria no Brasil; o pároco Luís Gabriel e João Carlos, que é o vigário paroquial, formaram um trio e ficaram cantando e tocando músicas colombianas, o que agradou a todos que compareceram ao jantar.

Antes da apresentação e do jantar, o pároco Luís Gabriel agradeceu a todos os presentes e informou que a arrecadação seria “para manutenção da Casa de Formação dos Eudistas”. 

O pároco Luís Gabriel fez um agradecimento a todos e informou o destino da arrecadação, que será "para a manutenção da Casa de Formação".
 

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

"Anjos da guarda existem, ouçamos sua voz!”, diz Papa

No dia em que a Igreja celebra os Santos Anjos da Guarda, Papa convidou fiéis a pensar no relacionamento com esse “companheiro de caminho”
Da Redação, com Rádio Vaticano
Os anjos da guarda existem, não são uma doutrina fantasiosa, mas companheiros que Deus colocou ao lado do homem no caminho da vida. Foi o que disse o Papa Francisco na homilia desta quinta-feira, 2, na Casa Santa Marta, no dia em que a Igreja celebra a memória dos Santos Anjos da Guarda.
Francisco fala dos anjos da guarda como companheiros que Deus enviou para a vida humana / Foto: L'Osservatore Romano
Francisco fala dos anjos da guarda como companheiros que Deus enviou para a vida humana. / Foto: L’Osservatore Romano
As leituras do dia apresentam duas imagens: o anjo e o menino. Deus colocou um anjo ao lado do homem para protegê-lo. “Se alguém aqui acredita que pode caminhar sozinho, engana-se muito, cai no erro da soberbia, acredita ser grande e autossuficiente”.
Francisco explicou que Jesus ensinou aos apóstolos ser como as crianças. Os discípulos brigavam para ver quem era o maior entre eles, mas Jesus ensinava a atitude das crianças, que é a docilidade, a necessidade de conselho, de ajuda. Este é o caminho, não se trata de quem é maior, disse o Papa. Segundo ele, os que se aproximam dessa atitude de uma criança estão mais próximos da contemplação do Pai, escutam com o coração aberto e dócil o anjo da guarda.
“Todos nós, segundo a tradição da Igreja, temos um anjo conosco, que nos guarda, nos faz ouvir as coisas. Quantas vezes ouvimos: ‘Deveria fazer isso, assim não, tenho que ficar atento…’ Muitas vezes! É a voz do nosso companheiro de viagem. Temos de nos assegurar que ele nos levará até o fim de nossa vida com seus conselhos, temos de dar ouvidos à sua voz, não nos rebelar, pois a rebelião, o desejo de ser independente todos nós o temos: é a soberba”.
Assim sendo, ninguém caminha sozinho e não pode pensar que está só, porque pode contar com esse “companheiro”. Expulsá-lo é uma atitude perigosa, ressaltou Francisco, porque ninguém pode aconselhar a si mesmo.
“O Espírito Santo me aconselha, o anjo me aconselha. O Pai disse: ‘Eu mando um anjo diante de ti para guardar-te, para te acompanhar no caminho, para que não erres’. (…) Hoje eu pergunto: como está minha relação com o meu anjo da guarda? Eu o escuto? Digo-lhe ‘bom dia’? Peço-lhe para velar meu sono? Falo com ele? Peço conselhos? O anjo está ao meu lado!”.