quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

FESTA EM HONRA A SANTA LUZIA ENCERRA COM PROCISSÃO E MISSA



Com uma missa e procissão, coordenada pelo padre Washington,  iniciada às 17h30 e que passou pelas ruas Antônio Rocha, Amador Bueno, Desembargador Carvalho Lima, Padre Francisco Pita, Stênio Gomes, Ademar de Barros, Deodoro de Paiva e Francisco das Chagas Mendes, ficaram encerrados na tarde-noite, de ontem, os festejos em honra a Santa Luzia, cuja capela fica localizada no bairro Jardim das Oliveiras. 

Depois da caminhada foi realizada uma  Missa Campal, celebrada pelo padre Luís Gabriel, pároco de São João Eudes, que fez uma homília que tocou nos corações dos participantes tanto da procissão como da celebração eucarística.


Pelos cálculos dos organizadores da festa, o número de fiéis católicos, especialmente dos devotos da  padroeira do bairro, foi infinitamente maior do que o do ano passado.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Santa Luzia, protetora dos olhos

Santa LuziaSanta Luzia vendeu tudo, deu aos pobres, e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa

O nome de Santa Luzia deriva do latim e significa: Portadora da luz. Ela é invocada pelos fiéis como a protetora dos olhos, que são a “janela da alma”, canal de luz.
Ela nasceu em Siracusa (Itália) no fim do śeculo III. Conta-se que pertencia a uma família italiana e rica, que lhe deu ótima formação cristã, a ponto de ter feito um voto de viver a virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe, chamada Eutícia, a queria casada com um jovem de distinta família, porém, pagão.
Ao pedir um tempo para o discernimento e tendo a mãe gravemente enferma, Santa Luzia inspiradamente propôs à mãe que fossem em romaria ao túmulo da mártir Santa Águeda, em Catânia, e que a cura da grave doença seria a confirmação do “não” para o casamento. Milagrosamente, foi o que ocorreu logo com a chegada das romeiras e, assim, Santa Luzia voltou para Siracusa com a certeza da vontade de Deus quanto à virgindade e quanto aos sofrimentos pelos quais passaria, assim como Santa Águeda.
Santa Luzia vendeu tudo, deu aos pobres, e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa. Não querendo oferecer sacrifício aos falsos deuses nem quebrar o seu santo voto, ela teve que enfrentar as autoridades perseguidoras. Quis o prefeito da cidade, Pascásio, levar à desonra a virgem cristã, mas não houve força humana que a pudesse arrastar. Firme como um monte de granito, várias juntas de bois não foram capazes de a levar (Santa Luzia é muitas vezes representada com os sobreditos bois). As chamas do fogo também se mostravam impotentes diante dela, até que por fim a espada acabou com vida tão preciosa. A decapitação de Santa Luzia se deu no ano de 303.
Conta-se que antes de sua morte teriam arrancado os seus olhos, fato ou não, Santa Luzia é reconhecida pela vida que levou Jesus – Luz do Mundo – até as últimas consequências, pois assim testemunhou diante dos acusadores: “Adoro a um só Deus verdadeiro, e a Ele prometi amor e fidelidade”.

Santa Luzia, rogai por nós!

Fonte: http://santo.cancaonova.com/

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

INICIADOS OS FESTEJOS EM HONRA A SANTA LUZIA


Foram iniciados nesta noite,  às 18h30, com a reza do terço, novena, adoração ao Santíssimo Sacramento e uma missa celebrada pelo padre Luís Gabriel, pároco de São João Eudes, no bairro Jardim das Oliveiras, os festejos em honra a Santa Luzia, protetora da visão.

Como acontece todos os anos, os fiéis católicos, especialmente os devotos de Santa Luzia, lotaram a Sua Capela. No comentário da Missa, a comentarista informou que o nome da Santa deriva de luz e é invocada como protetora dos olhos. Muitas pessoas foram nesta noite participar da novena, da adoração ao Santíssimo, bem como rezar o terço e da celebração eucarística para obter de Deus a cura dos males da visão e dos males da alma.

PROSSEGUE 


O novenário de Santa Luzia tem sequência amanhã, a partir das 18h30, com a reza do terço, novena, adoração ao Santíssimo e Missa. 


segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Homilia do 2º Domingo do Advento 04/12/2016 PSJE

Olá meus irmãos!!! Confiram a homilia presidida pelo Pe. Johnja López Pedrozo, cjm.  Não deixe de assistir. 







. 
Edição: Pastoral da Comunicação SJE

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS E JANTAR PARA COMEMORAR ANIVERSÁRIO DO PADRE LUÍS GABRIEL



Um número significativo de paroquianos, membros de pastorais, Associados e Amigos dos Eudistas participaram de missa em ação graças e de jantar na Casa de Formação dos Padres Eudistas para comemorar o aniversário do padre Luís Gabriel, pároco de São João Eudes, do bairro Luciano Cavalcante.


A noitada de anteontem, segunda-feira, dia 28, foi iniciada com uma celebração eucarística, presidida pelo aniversariante, que foi muito cumprimentado pelos que marcaram presença tanto no jantar como na missa, da qual tomou parte também o padre Johnja. Logo em seguida, foram servidos salgadinhos, refrigerantes e sucos e depois foi servido um jantar.
O padre Luís Gabriel agradeceu a presença de todos e lembrou aos presentes que, naquele dia estava completando seis anos como pároco de São João Eudes e deixou transparecer que estava satisfeito em servir aquela Paróquia. Vale ressaltar que ele é muito querido pelos paroquianos, onde  fez e continua fazendo um grande número de amigos. 


segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Aniversário Pe Luis Gabriel



A Paróquia São João Eudes, em Fortaleza-Ceará, em festa, louva e agradece a Deus, pelo dom da vida do seu Pároco, Pe Luis Gabriel Mendoza Morales!
Desejando que o Espírito Santo de Deus permaneça sempre com ele, iluminando, guiando, e fortalecendo sua fé e caminhada para que a vontade de Deus sempre seja feita na sua vida!
Parabéns Padre!
Que Jesus e Maria viva e reine no seu coração!

Homilia da Missa do 1° Domingo do Advento 27/11/2016

Confiram o aúdio da Homilia da Missa, presidida pelo Pároco Pe. Luis Gabriel.


domingo, 27 de novembro de 2016

A Coroa de Advento

Resultado de imagem para advento

Desde a sua origem a Coroa de Advento possui um sentido especificamente religioso e cristão: anunciar a chegada do Natal sobretudo às crianças, preparar-se para a celebração do Santo Natal, suscitar a oração em comum, mostrar que Jesus Cristo é a verdadeira luz, o Deus da Vida que nasce para a vida do mundo. O lugar mais natural para o seu uso é família.
Além da coroa como tal com as velas, é uso antigo pendurar uma coroa (guirlanda), neste caso sem velas, na porta da casa. Em geral laços vermelhos substituem as velas indicando os quatro pontos cardeais. Entrou também nas igrejas em formas e lugares diferentes, em geral junto ao ambão. Cada domingo do Advento se acende uma vela. Hoje está presente em escolas, hotéis, casas de comércio, nas ruas e nas praças. Tornou-se mesmo enfeite natalino. Já não se pode pensar em tempo de Advento sem a coroa com suas quatro velas.
Simbolismo da Coroa de Advento (7)Pelo fato de se tratar de uma linguagem simbólica, a Coroa de Advento e seus elementos podem ser interpretados de diversas formas. Desde a sua origem ela possui um forte apelo de compromisso social, de promoção das pessoas pobres e marginalizadas. Trata-se de acolher e cuidar da vida onde quer que ela esteja ameaçada. Podemos dizer que a Coroa de Advento constitui um hino à natureza que se renova, à luz que vence as trevas, um hino a Cristo, a verdadeira luz, que vem para vencer as trevas do mal e da morte. É, sobretudo, um hino à vida que brota da verdadeira Vida.
A mensagem da Coroa de Advento é percebida a partir do simbolismo de cada um de seus elementos.
O Círculo
A coroa tem a forma de círculo, símbolo da eternidade, da unidade, do tempo que não tem início nem fim, de Cristo, Senhor do tempo e da história. O círculo indica o sol no seu ciclo anual, sua plenitude sem jamais se esgotar, gerando a vida. Para os cristãos este sol é símbolo de Cristo.
Desde a Antigüidade, a coroa é símbolo de vitória e do prêmio pela vitória. Lembremos a coroa de louros, a coroa de ramos de oliveira, com a qual são coroados os atletas vitoriosos nos jogos olímpicos.
Os ramos verdes
Os ramos verdes que enfeitam o círculo constumam ser de abeto ou de pinus, de ciprestes. É símbolo nórdico. Não perdem as folhas no inverno. É, pois, sinal de persistência, de esperança, de imortalidade, de vitória sobre a morte.
Para nós no Brasil este elemento é um tanto artificial e, por isso, problemático, menos significativo, visto que celebramos o Natal no início do verão e com isso não vivenciamos esta mudança da renovação da natureza. Por isso, a tendência de se substituir o verde por outros elementos ornamentais do círculo: frutos da terra, sementes, flores, raízes, nozes, espigas de trigo.
Para ornar a coroa usam-se também laços de fitas vermelhas ou rosas, símbolo do amor de Jesus Cristo que se torna homem, símbolo da sua vitória sobre a morte através da sua entrega por amor.
Deste modo, nas guirlandas penduradas nas portas das casas, os laços ocupam o lugar das velas.
Lembram os pontos cardeais, a cruz de Cristo, que irradia a luz da salvação ao mundo inteiro.
As velas
As quatro velas indicam as quatro semanas do Tempo do Advento, as quatro fases da História da Salvação preparando a vinda do Salvador, os quatro pontos cardeais, a Cruz de Cristo, o Sol da salvação, que ilumina o mundo envolto em trevas. O ato de acender gradativamente as velas significa a progressiva aproximação do Nascimento de Jesus, a progressiva vitória da luz sobre as trevas.Originariamente, a velas eram três de cor roxa e uma de cor rosa, as cores dos domingos do Advento.
O roxo, para indicar a penitência, a conversão a Deus e o rosa como sinal de alegria pelo próximo nascimento de Jesus, usada no 3º domingo do Advento, chamado de Domingo “Gaudete” (Alegrai-vos).
Existem diferentes tradições sobre os significados das velas. Uma bastante difundida:
  • a primeira vela é do profeta;
  • a segunda vela é de Belém;
  • a terceira vela é dos pastores;
  • a quarta vela é dos anjos.
Outra tradição vê nas quatro velas as grandes fases da História da Salvação até a chegada de Cristo. Assim:
  • a primeira é a vela do perdão concedido a Adão e Eva, que de mortais se tornarão seres viventes em Deus;
  • a segunda é a vela da fé dos patriarcas que crêem na promessa da Terra Prometida;
  • a terceira é a vela da alegria de Davi pela sua descendência;
  • a quarta é a vela do ensinamento dos profetas que anunciam a justiça e a paz.
Nesta perspectiva podemos ver nas quatro velas as vindas ou visitas de Deus na história, preparando sua visita ou vinda definitiva no seu Filho Encarnado, nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo:
  • o tempo da criação: de Adão e Eva até Noé;
  • o tempo dos patriarcas;
  • o tempo dos reis;
  • o tempo dos profetas.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Evento: Encontro 4° Domingão da Juventude Missionária Eudista

A Juventude Missionária Eudista convida os jovens a participarem do 4° Domingão.  Ainda dá tempo você se inscrever. Não fique de fora!!!

Dia 20/11/2016
Horário: 08:00
Local: IPA(Instituto Padre Airton)
Rua DR. Pontes Neto , 211
Luciano Cavalcante
Contribuição: R$ 20,00

Maiores informações:
999628129/ 987152535

A Juventude te aguarda☺☺




Encontrão de Crisma para Inscritos e Novas Inscrições

Você que ja disse seu sim para viver essa nova experiência com Deus, e você que ainda não teve essa oportunidade, CHEGOU A HORA! Estamos te esperando dia 26 DE NOVEMBRO ÀS 16:30HRS, NA CAPELA SANTA LUZIA. 

Requisitos para inscrição:
- A PARTIR DE 14 ANOS
- FOTO 3x4
- RG (Identidade)
- CONTRIBUIÇÃO DE R$5,00
- NECESSÁRIO A PRESENÇA DO JOVEM E FAMÍLIA




MAIORES INFORMAÇÕES:
Lívia Silva
Contato: (85) 98595-5055 



⚠ DIA ÚNICO PARA NOVAS INSCRIÇÕES ⚠

 É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA A PRESENÇA DOS INSCRITOS, POIS SERÁ DADO INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS ENCONTROS E ETC. 

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Convite da Pastoral da Comunicação


“EUDISTAS” DO BRASIL SE REÚNEM EM FORTALEZA


Os padres da Congregação Jesus e Maria, mais conhecida por Padres Eudistas, do Brasil, se reuniram em Fortaleza durante dois dias – segunda e terça-feiras.  A natureza do encontro, que reuniu as comunidades de Fortaleza e de Salvador, foi a de avaliar a vida comunitária e dos trabalhos pastorais e futuras linhas de ação,  como afirmou o padre Amado Vanegas, superior dos Eudistas, na Bahia, na sua prestação de contas do encontro, reafirmando o que dissera o padre Luís Gabriel.
Vale ressaltar que, de 2 a 4 de janeiro de 2017, acontecerá no México, a 66ª Assembleia Geral da Congregação, quando os assuntos discutidos no encontro de Fortaleza serão expostos nesse evento.


ENCERRAMENTO

O encontro foi encerrado na noite de ontem, dia 8 de novembro, com a celebração eucarística, na Igreja Matriz (Menino Deus) concelebrada pelos sacerdotes eudistas e presidida pelo padre Clériston Mendes, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Salvador, que tem como pároco o padre Marcos Studart, presente. Participaram também da celebração, o padre Maciel Rodrigues, aniversariante do dia e os seminaristas eudistas Giovane e Diomar.


Depois da celebração,  os   padres de Salvador,  Amado,  Marcos e  Clériston, juntamente com os padres de Fortaleza,  Luiz Gabriel, pároco de São João Eudes,  Juan Carlos e  Johnja, além do padre  Maciel Rodrigues, participaram de um agradável convívio no salão paroquial,  com  a presença de paroquianos, Associados  e  amigos de São João Eudes,  onde  foi servido um  delicioso lanche com uma canja de galinha, bolos,  sucos e refrigerantes.


REGRESSARAM

Os padres Amado Vanegas, Marcos Studart e Clériston Mendes retornaram, ontem, muito cedo para Salvador. Os três são muito queridos pelos paroquianos de São João Eudes, em Fortaleza. 

Escutem a Homilia Dominical - 06/11/2016 Pe Luis Gabriel

Irmãos caso queiram assistir a Missa do Domingo 06/11/2016 acessem esse link: https://www.youtube.com/watch?v=Bi3L6rTd_P0

domingo, 2 de outubro de 2016

PAROQUIANOS COMEMORAM ANIVERSÁRIO DE PADRE JUAN CARLOS



Com uma celebração eucarística, presidida pelo aniversariante, na Capela Menino Deus, pertencente à Paróquia São João Eudes, no bairro Luciano Cavalcante, auxiliado pelo padre Luís Gabriel, e um jantar-adesão na Casa de Formação dos “Eudistas”, paroquianos e amigos do padre Juan Carlos comemoraram, na noite de  ontem, dia 29 de setembro, o seu aniversário.


AGRADECEU

O pároco Luís Gabriel, depois da Missa, agradeceu a Deus por ter um padre Juan Carlos como sacerdote e ainda mais servindo na sua paróquia, com o aniversariante também agradecendo a Deus e a Nossa Senhora por aquele momento.


O padre Juan Carlos era todo alegria, devido à presença de sua genitora, dona Maria Magola que, juntamente com as senhoras Maria Tomasa e Maria Narosa, mãe dos padres Luís Gabriel e Johnja, veio da Colômbia para uma temporada em Fortaleza e aproveitou para comemorar a data.

Na oportunidade, a paroquiana Olga, que faz parte da Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, fez um discurso exaltando o serviço que o padre Juan Carlos vem realizando na Paróquia São João Eudes.

domingo, 21 de agosto de 2016

Aviso: Seminário de vida no Espírito Santo para adultos


Inscrição: Crisma 2017


ENCERRADOS, ONTEM, OS FESTEJOS EM HONRA A SÃO JOÃO EUDES


Ficaram encerrados na noite de ontem, dia 19 de agosto, os festejos em honra a São João Eudes, padroeiro da Paróquia no bairro Luciano Cavalcante. Primeiramente, foi recitado o Terço, em seguida uma procissão, que percorreu algumas ruas do bairro, tendo à frente o padre Juan Carlos e, finalmente, uma concelebração, presidida pelo padre Luís Gabriel, auxiliado pelos padres Johnja e Juan Carlos.


Na sua homilia, o padre Luís Gabriel começou agradecendo “aos meus irmãos sacerdotes eudistas, que juntos comigo assistimos esta paróquia de São João Eudes. Quero dizer a vocês, muito obrigado por serem padres desta Congregação”. Ele aproveitou o momento para parabenizar a grande família eudista da qual fazem parte não só os sacerdotes, “como também os nossos seminaristas em provação, pre-associados, a Juventude Eudista e, claro, a cada um de todos os nossos paroquianos. Que Deus lhes abençoe, porque sei que pouco a pouco conhecem São João Eudes e a cada dia aprendem a amar e sei que ele através de sua doutrina e legado lhes ensina a amar Jesus. Parabéns, vocês têm um padroeiro nota 10”.
- Algum dia li isso num comentário feito por um padre eudista falando da Congregação como uma escola de Santidade e dizendo que nas escolas de Jesus João Eudes é um aluno avantajado, por isso saudemos neste dia de sua glorificação dando nossa salva palma a ele e todos vocês que fazem parte desta família”.


PREGAÇÃO
Padre Luís Gabriel fez uma pausa para comentar a pregação do padre Johnja, celebrante do último dia do novenário em honra a São João, dizendo que quando ele começou a pregar “eu vi que sua pregação iria tratar de algo que eu quero tratar hoje. Eita, deu friozinho na barriga, porque o padre começou por onde eu queria também começar”, mas o padre Johnja lhe pediu para não se preocupar, pois isso significa que “nós estamos em sintonia”. E isso motivou ao padre Luís Gabriel a iniciar a sua homília quase da mesma forma.
A HISTÓRIA
O padre Luís Gabriel para dizer que a história conta que João Eudes morreu, num dia como hoje, 19 de agosto, às 15 horas, hora em que morreu Jesus. Como seria cheio de muita significação este momento de João Eudes, a hora de sua glorificação. João Eudes tinha sido sacerdote, missionário, pregador, escritor. A morte era para ele a síntese de sua vida e era com certeza o momento de fazer sínteses de tudo. Os biógrafos contam que antes de morrer só orava e uma frase só se escutava “Jesus meus ET omnia; “JESUS É MEU TUDO”. E esta confissão nos leva a fazer uma pergunta:
1)    – Me pergunto: QUEM É UM CRISTÃO, SENÃO O HOMEM E A MULHER QUE FAZEM PROFISSÃO DE FÉ EM JESUS? QUEM É UM CRISTÃO SENÃO UM APAIXONADO POR JESUS ?
E aproveita para perguntar aos participantes da Missa, “Você gosta de Jesus? Você segue Jesus. E acrescentou “Pergunto ainda com mais força, você é um apaixonado por Jesus? Para dizer hoje como São João Eudes, Jesus é meu tudo, é necessário ser um apaixonado por Jesus, morrer de amor por Jesus. Fazer de Jesus o nosso tudo.
2)    Penso que nesta noite, apoiados na Palavra de Deus, poderíamos encontrar passo a passo, o itinerário para confessar Jesus como tudo.


TRÊS PONTOS

1.     Deixando-nos inflamar pelo amor de Deus. São João Eudes nos ensina que a fonte do amor está no Pai de Jesus. Sua essência é o puro Amor. A vida do Padre Eudes foi lida como uma história de amor, uma história de benefícios de Deus. O mundo em que vivemos tem feito de nós uns zumbis (parecemos mortos vivos) que não somos capazes de reconhecer as provas do amor de Deus por nós. Tanto amor de Deus por nós. Mas o mundo tem feito de nós um bando de insatisfeitos que temos medo de reconhecer as maravilhas de Deus.
Acredito que Deus, não somente nos tem amado, como também cria itinerário, cria estradas para nos conduzir ao verdadeiro amor. Quanto mais nos abrimos a Deus mais O conhecemos mais sabemos da grandeza de seu amor. Deus não nos deixa à mercê de nossa sorte, mas pelo contrário, nos procura, nos resgata. Nos toma pela mão, nos conduz, nos protege nos perigos, nos salva.
2.     Nascer de Deus. “Todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus. Deus não somente nos dá a oportunidade de conhecer seu amor. Mas é necessário que nós façamos uso de nossa liberdade para optar por ele. A vida cristã é um novo nascimento, nascimento para Deus, nascimento para Jesus. Esse nascimento só acontece quando nos mergulhamos em Cristo, quando participamos de sua morte, para ressuscitar com ele. Não só no dia do nosso Batismo, como também quando a todo o momento atualizamos o nosso Batismo.
A falta de paixão por Jesus está em que muitos de nós temos medo de morrer para nossa antiga vida. Um apaixonado por Jesus se abre a oportunidade de iniciar em Deus uma nova vida. Como nascer de novo? Abrindo-nos ao Espírito de Deus, para que nos guie e nos encha de seu amor. Abrir-nos ao Espírito de Deus para que nos ajude a superar nosso espírito mundano. As vezes nos percebemos tão terrenos, tão egoístas, tão individualistas, tão mentirosos, tão infiéis, em nossos deveres, em nossa oração e nosso compromisso cristão. Tudo isso obedece a um homem profundamente mundano.
Para São João Eudes aquele que nascido do amor, nascido em Cristo se compromete na sua liberdade para fazer uma aliança de amor, para abandonar satanás e todas as suas obras e nascer para uma vida nova. Sermos capacitados para o amor.
3.     Continuar e completar a vida de Jesus. Um verdadeiro membro de Jesus Cristo, unido a ele pela graça continua e completa todas as ações que ele realizou durante sua vida temporal. Penso no evangelho que acabamos de escutar, é o envio dos setenta dois discípulos, “indo dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio deveria ir”. Penso como o Senhor continua nos formando em sua escola de amor, nos capacitando no amor, para fazer o mesmo que ele faz. Amar o mundo com misericórdia, com a ternura de Deus. Como nos ensina São Paulo, se devemos algo a alguém que seja amor e que esse não falta nas nossas vidas.. Como são necessários os apóstolos do amor. Como o mundo necessita de especialistas no amor, para amar como Jesus, para termos “os mesmos sentimentos e disposições de Jesus para amar o mundo”.
Eudista é o homem do grande coração. O homem que faz de sua vida uma oferta de amor por seus irmãos. O eudista é o homem que se deixou queimar por amor de Jesus que fez de sua vida um só coração, ou seja, sua vida se transformou em todo amor  por  Jesus. Como seria bom que o fruto nosso para esta festa fosse pedir  a Jesus que ele seja nosso tudo. Que ele seja nosso amor.
Como precisamos de uma paróquia inflamada pelo amor de Jesus e que possamos dizer como João Eudes: “Jesus é meu tudo”. A maior obra de João Eudes foi trabalhar pela formação do ser de Jesus em nós. Formá-lo em tua vida, em nosso sacerdócio, em tua vida conjugal, em tua família, na paróquia, em teu trabalho, na faculdade, para que todos a uma só voz digamos: “Jesus é meu tudo”.

É muito bom para nós, hoje que comemoramos a festa de São João Eudes lembrar estas suas palavras: “Seria muito bom que na terra se escutasse dizer: Jesus, Jesus. Que não se escreva outra coisa diferente, mas Jesus. Não quero ter vida, nem espírito, nem língua, nem caneta, mas anunciar de viva voz e por escrito as maravilhas e as misericórdias desse nome glorioso: Jesus eu te amo,  Jesus tu és meu tudo”.