domingo, 20 de agosto de 2017

DOM JOSÉ ANTONIO CELEBRA MISSA DE ENCERRAMENTO DA FESTA DE SÃO JOÃO EUDES



Com a Igreja Matriz Menino Deus tomada pelos paroquianos  ficaram encerrados, na noite passada, os festejos em honra a São João Eudes, cujo dia foi comemorado  ontem,  com a procissão, a reza do terço  e missa concelebrada, tendo como presidente dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza, auxiliado pelos padres Luís Gabriel Mendoza (pároco), Juan Carlos (vigário), Johnja Lopez, Cristiano, da Diocese de Limoeiro do Norte, servindo na Paróquia de Aracati,  e Davi, pertencente aos Arautos do Evangelho, e o monsenhor Ildefonso, colaborador da Paróquia.

A celebração eucarística começou às 19 horas, logo quando terminou a procissão, coordenada pelo padre Juan Carlos e animada pelo movimento Terço dos Homens da Capela de N.Sra. do Perpétuo Socorro, que percorreu várias ruas do bairro Luciano Cavalcante, onde fica localizada a Igreja Matriz, começando pela Jaime Leonel. A Missa teve a duração de mais de uma hora. E, em seguida, convívio e encerramento dos festejos.

HOMILIA

A homilia de dom José Antonio –  o Evangelho foi proclamado pelo padre Cristiano – foi elogiada pelos fiéis católicos. Ele começa dizendo que os santos são irmãos unidos na mesma família, sendo uma parte no céu e a outra na terra. Os santos são “para nós um exemplo daqueles  que se deixaram guiar pela graça de Deus. Caminham conosco e intercedem por nós junto a Deus. Com seus ensinamentos nos impulsionam para caminharmos na santidade para chegarmos a vida eterna.” Dom José Antonio disse ainda na sua homilia, que nós somos responsáveis pela vida de uns com os outros para ajudar, apoiar a outro como Jesus nos amou. “São João nos diz que Deus mandou seu Filho para doar sua vida a todos, curou, deu esperança, ressuscitou os mortos, reuniu a família humana para vivermos bem e a consequência é que devemos amar os irmãos, pois quem ama o irmão ama a Deus”.

 São João Eudes fez sua vida em Deus. Vestiu-se de Jesus. Tinha compaixão pela Igreja” e aproveitou para citar Santo Agostinho que disse “Nós temos muitos pastores, mas todos são operários?” e volta a falar de São João Eudes: “ele tem um coração de Jesus e um coração de Maria e teremos o coração da Igreja. Ele preparou os sacerdotes na escola do Coração de Jesus e Maria e ela foi quem mais teve o coração como o de Jesus e nas suas missões foi refazer a vida dos cristãos mais distantes da  Igreja".

AGRADECIMENTO


No final da celebração, o padre Luís Gabriel aproveitou a oportunidade para agradecer a presença dos sacerdotes, citando o nome de cada, as pessoas que colaboraram com o êxito da festa, os fiéis, que prestigiaram os festejos e, finalmente a dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza. 


Fonte: http://blogdasagradafamilia.blogspot.com.br/2017/08/dom-jose-antonio-celebra-missa-de.html

sábado, 19 de agosto de 2017

MISSA AO VIVO: Solenidade de São João Eudes 2017


HOJE É CELEBRADO SÃO JOÃO EUDES, PROMOTOR DA DEVOÇÃO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS



REDAÇÃO CENTRAL, 19 Ago. 17 / 05:00 am (ACI).- “Autor, pai, doutor, apóstolo, promotor e propagandista da devoção litúrgica aos sagrados Corações de Jesus e Maria”. Foi assim que São Pio X definiu São João Eudes, cuja memória litúrgica a Igreja celebra neste dia 19 de agosto.
O sacerdote francês é o fundador da Congregação de Jesus e Maria e da Congregação de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor. Também foi ele quem, pela primeira vez,introduziu a festa pública do Sagrado Coração.
João Eudes nasceu em 14 de novembro de 1601, na Normandia, França. Era o primogênito dos seis filhos do casal Isaac e Marta. Desde menino, deu sinais de grande inclinação ao amor de Deus.
Aos 14 anos, João ingressou no colégio dos jesuítas de Caen. Seus pais desejavam que se casasse e seguisse trabalhando na granja da família. Mas João, que tinha feito voto de virgindade, recebeu as ordens menores em 1621 e estudou Teologia em Caen com a intenção de consagrar-se aos ministérios paroquiais.
Pouco depois ingressou na congregação do oratório, que tinha sido fundado em 1611. Depois de solicitar com grande dificuldade a permissão paterna, foi recebido em Paris pelo superior geral em 1623. A finalidade da congregação do oratório consistia em promover a perfeição sacerdotal. Dois anos depois, recebeu sua ordenação, dedicando-se integralmente à pregação entre o povo.
Em 1627, ocorreu na Normandia uma violenta epidemia de peste e João se ofereceu para assistir a seus compatriotas. O Pe. Eudes passou dois meses na assistência espiritual e material aos doentes. Depois, foi enviado ao oratório do Caen, onde permaneceu até que uma nova epidemia se desatou nessa cidade, em 1631. Para evitar o perigo de contagiar seus irmãos, João se separou deles e viveu no campo, onde recebia a comida do convento.
Passou os dez anos seguintes em missões evangelizadoras. São João Eudes se distinguiu entre todos os missionários. Assim que acabava de pregar, sentava-se para ouvir confissões, já que, segundo ele, “o pregador agita os ramos, mas o confessor é o que caça os pássaros”.
Uma das experiências que adquiriu durante seus anos de missionário, foi que as mulheres que tinham estado na prostituição e que tentavam se converter encontravam-se em uma situação particularmente difícil. Durante algum tempo, buscou resolver a dificuldade alojando-as provisoriamente nas casas das famílias piedosas, mas se deu conta de que esse remédio não era de todo adequado.
Assim, em 1671, São João Eudes alugou uma casa para as mulheres arrependidas, na qual podiam albergar-se, desde que encontrassem um emprego. Mais tarde, as religiosas que atendiam as mulheres arrependidas formaram a Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Caridade do Refúgio, ordem que deu origem, no século XIX, à Congregação de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor, conhecida como as Irmãs do Bom Pastor.
Em 1643, depois de muito rezar, refletir e consultar, São João Eudes abandonou a congregação do oratório. A experiência lhe ensinou que o clero precisava se reformar dos fiéis e que a congregação só poderia conseguir seu fim mediante a fundação de seminários.
Decidiu formar uma associação de sacerdotes diocesanos, cujo objetivo principal seria a criação de seminários para a formação de um clero paroquial zeloso. A nova associação foi fundada no dia da Anunciação de 1643, em Caen, com o nome de “Congregação de Jesus e Maria”.
São João Eudes e seus cinco primeiros companheiros se consagraram à “Santíssima Trindade, que é o primeiro princípio e o último fim da santidade do sacerdócio”. O distintivo da congregação era o Coração de Jesus, no que estava incluído misticamente o de Maria; como símbolo do amor eterno de Jesus pelos homens.
Em 1671, publicou um livro intitulado “A Devoção ao Adorável Coração de Jesus”. Já antes, o santo tinha instituído em sua congregação uma festa do Santíssimo Coração da Maria. Em seu livro incluiu uma Missa e um ofício do Sagrado Coração de Jesus.
Em 31 de agosto de 1670, celebrou-se pela primeira vez a dita festa na capela do seminário de Rennes e logo se estendeu a outras Dioceses. Assim, embora São João Eudes não tenha sido o primeiro apóstolo da devoção ao Sagrado Coração em sua forma atual, foi ele “quem introduziu o culto do Sagrado Coração de Jesus e do Santo Coração da Maria”, como o disse Leão XIII em 1903. O decreto de beatificação acrescentava: “Foi o primeiro que, por divina inspiração lhes tributou um culto litúrgico”.
Clemente X publicou seis bulas nas que concedia indulgências às confrarias dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, instituídas nos seminários de São João Eudes.
Durante os últimos anos de sua vida, o santo escreveu seu tratado sobre “O Admirável Coração da Santíssima Mãe de Deus”; trabalhou na obra muito tempo e a terminou um mês antes de morrer, no dia 19 de agosto de 1680.
Foi canonizado em 1925 e sua festa foi incluída no calendário da Igreja do ocidente em 1928.

Fonte: ACI Digital

CRISMA NA PARÓQUIA SÃO JOÃO EUDES



Dentro dos festejos em honra a São João Eudes, a paróquia programou para o oitavo dia do novenário em honra a seu padroeiro, a Crisma de 18 católicos, dentro da celebração eucarística  do 8º dia do Novenário de São João Eudes, presidida por dom Rosalvo Cordeiro de Lima, bispo auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza, que fez uma homilia se dirigindo aos crismando, com muito carinho e dizendo para eles de seu compromisso para com a Igreja, que é o de continuar elevando bem alto o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A celebração foi animada pelo coral independente Vozes de Outono, com duas dezenas de membros e regido pela maestrina Célia Cortez, que agradou aos participantes da Missa, que contou ainda com a participação dos padres Luís Gabriel Mendoza, pároco; do vigário Juan Carlos e Johnja Lopez.


FAMÍLIA CONFIRMADA NA FÉ
A mãe Cristiane,os filhos Bruno e Ítalo e a nora Cíntia estavam entre os crismados da Paróquia São João Eudes. O pai Adelardo já era crismado. Estavam muito felizes! 

AGRADECIMENTO

No final da celebração, o padre Luís Gabriel dirigiu-se aos crismandos, para depois agradecer ao coral, pela sua belíssima apresentação e a todos que vieram prestigiar essa celebração.
Mas o seu agradecimento especial foi para dom Rosalvo, que presidiu a celebração e no final  pediu uma salva de palmas, com o bispo apontando para Jesus Cristo, como que dizendo “a Ele a glória. A Ele o louvor. A Ele o domínio. Ele é o Senhor!”.

PROGRAMAÇÃO

Os festejos em honra a São João Eudes,  que chega ao 9º Dia, hoje, ficarão encerrados amanhã com um procissão começando às 18 horas. Às 19 horas, Santa Missa, presidida por dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza e, às 20 horas, convívio e encerramento da festa.

Hoje, terço, novena e Missa e depois Convivio.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

MISSA AO VIVO: 5º Dia dos Festejos em Honra a São João Eudes 2017


18:30 - Terço
19:00 - Novena
19:30 - Santa Missa

PARÓQUIA SÃO JOÃO EUDES PRESTA HOMENAGEM AOS PAIS



A paróquia São João Eudes está prestando homenagem aos pais. Começou na Missa das 7 horas, na Igreja Matriz (Menino Deus), no bairro Luciano Cavalcante, quando o celebrante, padre Juan Carlos chamou todos os pais presentes para o altar e em vez do tradicional “parabéns” o ministério de música tocou e cantou uma música dirigida aos homenageados.


Antes da bênção final, que dizia “O Senhor te abençoe e te guarde! Mostre para ti a sua face e te conceda a paz!”, o padre Juan Carlos presenteou a todos os pais cantando e tocando uma música alusiva a data. A igreja estava com suas dependências completamente tomadas por fiéis.  


sábado, 12 de agosto de 2017

PROSSEGUEM OS FESTEJOS EM HONRA A SÃO JOÃO EUDES




Com a reza do terço, Adoração ao Santíssimo Sacramento, novena e celebração eucarística, presidida pelo padre Juan Carlos, prosseguiu ontem e terá sequência na noite de hoje, dia 12 de agosto, mais um dia de festa em honra a São João Eudes.

Os festejos em homenagem ao fundador da Congregação Jesus e Maria, conhecida como Congregação dos Padres Eudistas, foram iniciados anteontem e ficarão concluídos no dia 19 de agosto, terça-feira, com procissão, terço, Santa Missa, com a participação das comunidades Menino Deus (Igreja Matriz), Nossa Senhora da Libertação, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Nossa Senhora da Divina Misericórdia, Santa Luzia e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e mais ainda crianças da 1ª Eucaristia, ECC (Encontro de Casais com Cristo), Legião de Maria,Pastoral Familiar, Associados  Eudistas e Crisma.

PROGRAMA DE HOJE


O novenário em honra a São João Eudes terá sequencia nesta noite com a reza do terço, novena, Adoração ao Santíssimo Sacramento, a Santa Missa e com a participação das Crianças da 1ª Eucaristia. Em seguida, convívio entre os participantes da festa.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

MISSA AO VIVO: 2º Dia do Novenário em Honra a São João Eudes 2017






MISSA AO VIVO: 2° Dia do Novenário em Honra a São João Eudes

18:30 - Terço
19:00 - Novena
19:30 - Santa Missa
Comunidade Convidada - Com. N. Sra. Perpétuo Socorro

INICIADOS OS FESTEJOS EM HONRA A SÃO JOÃO EUDES




Foram iniciados,na noite de  ontem, com a reza do terço, novena e adoração do Santíssimo Sacramento e celebração eucarística, presidida pelo padre José Élio Correia de Freitas,  vigário Episcopal da Região Metropolitana Nossa Senhora da Conceição, os festejos em honra a São João Eudes. A missa foi realizada na Igreja Matriz (Menino Deus, no bairro Luciano Cavalcante e o celebrante contou com o auxilio dos padres Luís Gabriel Mendoza e Juan Carlos.
O padre Élio começou a celebração dizendo “Estamos iniciando  hoje um grande retiro. Que ele transforme a nossa vida. Não saiamos daqui do jeito que chegamos”.

HOMILIA

A proclamação do Evangelho foi feita pelo padre Luís Gabriel, com o padre Élio sendo o responsável  pela homilia, que ele começa pelo tema da festa do padroeiro:”São João Eudes ensina-nos a formar Jesus em nós”, tirado de Gálatas 4,19 e termina dizendo que os batizados devem se colocar à disposição da Paróquia, ou melhor  do pároco.


PROGRAMAÇÃO
O  novenário tem prosseguimento nesta noite, a partir das 18h30, com o terço, novena e missa, com a Comunidade da Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro sendo a convidada da noite.



terça-feira, 8 de agosto de 2017

PARÓQUIA SÃO JOÃO EUDES REALIZOU III FESTIVAL VOCACIONAL



Tendo como tema: “Faça-se em mim segundo a vossa Palavra”, a Comunidade Santa Luzia, à Rua Antônio Rocha, 555, no bairro Jardim das Oliveiras, pertencente à Paróquia São João Eudes, realizou, a partir das 17h30min, o seu III Festival Vocacional, que contou com a presença significativa de jovens, vindos de outras comunidades e paróquias, e da Juventude Eudista.

O evento foi iniciado com uma Missa campal, presidida pelo padre Luís Gabriel e auxiliada pelo padre Johnja Lopez, que proclamou o Evangelho sobre a “Transfiguração de Nosso Senhor Jesus Cristo” e a homilia, falou sobre vocação interagindo com a assembleia.  A celebração foi realizada na quadra de esportes da Igreja de Santa Luzia.

HOMILIA

Na homilia Padre Johnja falou das três qualidades  de um vocacionado:  a primeira, é uma pessoa alegre porque foi chamada por Deus, e está vivendo na Sua Graça e alegra a vida dos outros. A segunda, quem tem vocação sabe em quem confia: Deus. Mas para confiar precisa se identificar com Ele. A terceira, toda vocação tem um momento de morte, pois quem nos chamou passou pela cruz,morreu na cruz, sacrificou-se por nós. É preciso sacrificar nossa vida para dar vida a outras almas. E só assim podemos dizer como São João Eudes: " Queremos Senhor Jesus que vivas e reines em nossos corações ". 
Depois da celebração eucarística, houve shows, feira vocacional, bazar, coordenado pelo André Aguiar e sua esposa Sanny; Espaço Kids para as crianças e lanchonete.

EXPOSIÇÃO

Várias entidades, movimentos, pastorais e comunidades, como a Comunidade “Anuncia-me”, que tem à frente Lúcia Negreiros, Irmãs da Purificação, apoiaram o evento montando estandes para propagarem os seus carismas, distribuindo folders e divulgando os seus produtos. Estiveram ainda  lá o ECC (Encontro de Casais com Cristo), mostrando o que faz a Pastoral da Família.


Fazendo parte da programação houve ainda Adoração ao Santíssimo Sacramento e oração.